Energias renováveis em Portugal

10 juillet 2007

Castelo Branco lidera na Biomassa
O Distrito de Castelo Branco continua a apostar forte nas energias renováveis. Só na última semana foram abertas propostas para a instalação de mais quatro centrais de biomassa na região. A própria Siemens fechou um contrato de 6 milhões de euros para a Central a construir em Vila Velha Ródão.
O Governo acaba de abrir 15 concursos para novas centrais de produção de electricidade através da biomassa, com uma potência conjunta máxima de 100 megawatts, segundo a informação disponibilizada no site da Direcção-Geral de Geologia e Energia. De acordo com aquele organismo, o Distrito de Castelo Branco é aquele que tem mais concursos, quatro, no total. Actualmente existem em Portugal apenas duas centrais que utilizam biomassa florestal como principal combustível - a central da EDP, em Mortágua, e a Centroliva, em Vila Velha de Ródão.
Aquelas quatro centrais de biomassa irão fornecer energia aos concelhos da Sertã, Belmonte e Covilhã, de acordo com os programas e condições dos concursos divulgadas. As novas centrais vêm juntar-se a outros projectos, entretanto lançados, como é o caso da central do Orvalho, promovida pela empresa Pinorval, grupo EDP e as autarquias de Oleiros, Fundão e Pampilhosa da Serra, havendo também o interesse de Proença-a- Nova. A central do Pinhal terá uma capacidade de produção de 10 megawats de energia eléctrica. De acordo com os promotores, aquela estrutura permite consumir os resíduos florestais num raio entre 30 a 40 quilómetros. Isso fará que a carga combustível da floresta dessa área seja muito menor, o que reduzirá o risco de incêndio. Por outro lado, facilitará o combate aos fogos florestais. Além disso, tem uma vantagem económica grande, pois os resíduos florestais serão pagos. A própria Siemens está a apostar na região, e de acordo com uma fonte da empresa, terá mesmo fechado um acordo, no valor de seis milhões de euros, para fornecer um conjunto de serviços para a central de biomassa da Bio Eléctrica, a construir em Vila Velha de Ródão. Segundo a empresa alemã, a Siemens vai fornecer a turbina a vapor e os sistemas auxiliares e de comando da nova central, que deverá entrar em funcionamento no próximo ano.
Os concursos para atribuição de capacidade de injecção de potência nas redes do sistema eléctrico de serviço público e pontos de recepção associados para energia eléctrica produzida em centrais termoeléctricas a biomassa florestal abrangem 12 distritos e alguns dos concursos respeitam a mais que um distrito simultaneamente. São os casos das centrais a instalar em Belmonte, que integra também o concelho do Sabugal, distrito da Guarda, ou da Várzea e Sertã, que abrange o distrito de Coimbra, através do concelho de Arganil.
Dos concursos agora lançados, o distrito de Castelo Branco é o que é abrangido por maior número de centrais, com quatro, seguindo-se o de Vila Real, com três. Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Guarda e Viseu são abrangidos por dois concursos cada um. Coimbra, Portalegre, Santarém, Beja e Faro são apenas abrangidos por um concurso, respectivamente.
Esta aposta do Governo nas energias renováveis é mais um contributo para que Portugal atinja em 2010 uma meta de 150 megawatts de energia eléctrica produzida através da biomassa. Mas, o aproveitamento da biomassa florestal para fins energéticos é encarado não só como uma oportunidade de negócio e de criação de emprego em zonas rurais, como é um dos instrumentos de luta contra os incêndios, através da limpeza das florestas. Além disso, permite ainda reduzir a importação de combustíveis fósseis, como o petróleo, e a emissão de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera.

Posté par Castela à 01:06 - Commentaires [1] - Permalien [#]


Este Blog destina-se aos alunso do curso de Técnico de Energias renováveis a ser leccionada na Escola Secundária.

Posté par Castela à 01:03 - Commentaires [1] - Permalien [#]

09 juillet 2007

Central Eléctrica de Produção de Biomassa Florestal localizada em Belmonte deverá começar a funcionar em 2009 e irá servir, entre outros, o concelho do Sabugal.

Está previsto para o ano de 2009 o início da produção de energia da Central Eléctrica de Biomassa Florestal localizada no concelho de Belmonte e cuja licença de exploração foi atribuída ao grupo Tavfer.
Fará o aproveitamento de desperdícios florestais decorrentes da limpeza de matas, caminhos e podas de Belmonte e dos concelhos limítrofes como o Sabugal, Penamacor, Guarda e Covilhã. Reduzir o risco de incêndios nas matas e aumentar a rentabilidade das florestas são alguns dos benefícios imediatos em conjunto com a redução das emissões de gases de efeito estufa e da nossa dependência energética do exterior.
O Governo português anunciou recentemente um investimento, até 2010, de 500 milhões de euros em centrais de biomassa permitindo a criação entre 500 e 1000 postos de trabalho.
Em 2006 o concurso público para 15 novas centrais de biomassa florestal (com 100MW de potência total) recebeu 36 candidaturas. A Tave Energia ACE ganhou os lotes 6 e 10 nos distritos de Castelo Branco e Guarda e a Palser ficou com a da Sertã. O objectivo do investimento na produção de energia a partir de biomassa florestal, ou seja, recorrendo a fontes de energia renováveis é aumentar de um por cento em 2005 para cinco por cento em 2010 e atingir os 1275 gigawatts/hora. Fonte Jn

Posté par Castela à 01:02 - - Commentaires [0] - Permalien [#]